Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Coronavírus leva Região dos Lagos a pedir que hotéis desocupem quartos

Por Vinicius Lisboa – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

Os municípios de Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio, no litoral fluminense, decretaram o fechamento de serviços de hospedagem e pediram que os hotéis, pousadas e similares recusem novas reservas e desocupem os quartos. As cidades são os principais destinos turísticos da Região dos Lagos e adotaram a medida no contexto da prevenção ao coronavírus.

Publicada na última segunda-feira (23), a decisão da prefeitura de Cabo Frio acompanha os municípios vizinhos. No decreto, a cidade menciona serviços de hospedagem e edificações residenciais destinadas ao recebimento de grupos de turistas, que ficam impedidos de realizar novas hospedagens ou reservas.

A partir da publicação do decreto, esses estabelecimentos terão 72 horas para desocuparem seus quartos e suspenderem suas atividades.





Arraial do Cabo foi a primeira das três a publicar a decisão, na última sexta-feira (20). A cidade determinou que hotéis, pousadas e hostels notificassem seus hóspedes para deixar os quartos em até 48 horas.

No sábado, Búzios incluiu a mesma decisão em seu decreto de calamidade pública. No Artigo 13 do decreto, a cidade determina que hotéis, pousadas, pensões, hostels, apartamentos de aluguéis de temporada e similares não façam novas hospedagens e/ou reservas por tempo indeterminado. A cidade deu 72 horas para que os quartos desses estabelecimentos fossem desocupados.

Muito procurada por turistas argentinos, a cidade tem divulgado orientações do Consulado da Argentina para visitantes que estejam com dificuldades de retornar ao país vizinho, que adotou uma quarentena nacional.

Matéria atualizada às 15h45 para corrigir informação. Diferentemente do informado, o decreto da prefeitura de Cabo Frio foi publicado no dia 23 e não hoje.

Edição: Graça Adjuto

Deixe seu comentário:

Visão Geral do Mercado

Parceira

Publicidade

Publicidade